Round One… Fight!

Não é surpresa para ninguém que sou um amante dos games, em especial os games de luta, portanto reuni abaixo uma rápida análise do que temos de melhor disponível atualmente e o que esperar para 2011, vamos todos cair na porrada! rs

Dead or Alive 4

Plataformas: Xbox 360

A série “Dead or Alive” nasceu nos arcades em 1996 e, pelo menos no começo, parecia muito similar à franquia “Virtua Fighter” da Sega, voltada para jogadores experientes. Por outro lado, também trazia algumas inovações, como um sistema de golpes particular e aspectos fetichistas, que viriam a ser mais explorados a cada nova versão.
A parte visual de “Dead or Alive 4” foi naturalmente uma das mais beneficiadas no console de nova geração. Um dos motes do Xbox 360 é o entretenimento de alta definição, e, realmente, as melhoras só são plenamente sentidas em TVs mais modernas, de preferência com 720 linhas de resolução.

“Dead or Alive 4” mostra algumas das capacidades do Xbox 360, com gráficos em alta definição e muitos detalhes. Tudo isso ajuda a dar mais vida aos cenários e aos combates em si, produzindo um resultado deslumbrante. A nova roupagem deverá agradar principalmente aos fãs dos personagens e, mesmo sem grandes mudanças estruturais, os amantes dos jogos de luta também deverão apreciar o “Dead or Alive” de nova geração.

Virtua Fighter 5

Plataformas: Xbox 360 & Playstation 3

Em 1993, quando os gráficos 3D ainda estavam engatinhando – eram usados principalmente para jogos de corrida -, o designer Yu Suzuki, da Sega, teve a ousadia de aplicar a nova tecnologia para recriar modelos humanos, infinitamente mais complicados de animar que um carro ou um avião. Aproveitando que os jogos de luta estavam em voga – graças à “Street Fighter II” -, fez uma interpretação em 3D deste estilo de jogo. Mal sabia ele que “Virtua Fighter” viraria um marco e formataria o gênero: quase os jogos de luta 3D que vieram depois foram influenciados pela obra-prima de Suzuki.

A mecânica não é especialmente complicada, se comparada a títulos como “Soul Calibur”, da Namco, por exemplo. Usa-se apenas o direcional e três botões, que têm a função de socar, chutar e defender, respectivamente. É claro que muitos dos movimentos necessitam apertar mais de um botão, mas, mesmo assim, a quantidade de golpes é relativamente pequena.

Analisando apenas pelo sistema de combate, quesito mais importante para qualquer jogo de luta, “Virtua Fighter” é uma das melhores séries do gênero que existe e o quinto game não foge à regra. A inclusão do multiplayer online é bem-vinda, e acrescenta bom valor ao game. Não é perfeito, ainda mais num título cuja mecânica prima pela precisão, mas deve agradar aqueles que não se encaixa no perfil do jogador “hardcore”. Alguns problemas de interface foram resolvidos, mas ainda peca na navegação dos menus. Para fãs (ou órfãos) de jogos de luta, “Virtua Fighter 5” é uma excelente opção dentro do gênero.

Soul Calibur 4

Plataformas: Xbox 360 & Playstation 3

“Soulcalibur IV” mantém sua mecânica básica inalterada, que atrai tanto jogadores novatos quanto veteranos em busca de profundidade. Qualquer um consegue jogar e se satisfazer com os controles, desferindo golpes mortais, com relativo sucesso na progressão. Alguns simplesmente irão pressionar botões aleatoriamente, sem pouco saber o que estão querendo alcançar, enquanto outros, mais metódicos e técnicos, irão tirar proveito das várias combinações e golpes especiais à disposição – além, claro, do impressionante elenco composto por mais de 30 personagens.

São tantos os detalhes, que é possível gastar horas observando tipos como Nightmare, Siegfried e Hilde, com suas vestimentas repletas de minúcias. São texturas de altíssima qualidade, como madeira, metais polidos ou foscos, malhas e tudo o que se pode imaginar. Além disto, há os cenários repletos de efeitos especiais como raios, fogos e todo tipo de distração que enriquece a experiência às custas de alguma distração.

O jogo continua a tradição da série, com combates acessíveis para novatos e atraentes para veteranos. Juntando a isto temos um robusto sistema de criação de personagens, vários personagens à disposição e um novo sistema multiplayer online. Para fechar o pacote com grande estilo, a Namco conseguiu exibir alguns dos modelos mais belos dos últimos tempos, em gráficos de tirar o queixo. É um grande jogo do estilo, imperdível para os fãs de gênero.

BlazBlue Continuum Shift

Plataformas: Xbox 360 & Playstation 3

“BlazBlue: Continuum Shift” é mais um título da franquia de jogos de luta em alta definição, trazendo inovações ao sistema de combate. Criado pela produtora Arc System Work, também responsável pela série “Guilty Gear”, é uma versão ampliada e melhorada de “BlazBlue: Calamity Trigger”, lançado em 2008 para fliperam e nos anos seguintes para vários consoles.

“Continuum Shift” foi lançado primeiramente para arcades, e agora também ganha versão para o PlayStation 3 e Xbox 360. As versões caseiras apresentam algumas diferenças em relação ao título original, como uma mecânica de jogo melhorada e dois novos personagens exclusivos: μ-12, que é a verdadeira forma da jovem Noel Vermillion, e Makoto Nanaya (liberada como conteúdo extra via download), uma lutadora com aparência de esquilo e habilidades especiais.


Personagens antigos possuem novos golpes e o jogo em geral apresenta combates mais equilibrados. Além disso, há um modo Beginner, com controles mais fáceis e ideal para iniciantes, e o Challenge Mode, que oferece missões e objetivos baseados em combos para jogadores mais experientes.

Em relação aos gráficos, há novos efeitos especiais, cores e animações. A Arc System já confirmou ter planos para conteúdos extras via download, como personagens extras, novas dublagens e cores diferentes para os lutadores.

Super Street Fighter 4

Plataformas: Xbox 360 & Playstation 3

Na década de 90, era tradicional que os jogos de luta recebessem edições atualizadas ano após ano, com poucas mudanças significativas entre uma versão e outra. Por isso não foi surpresa para ninguém quando a Capcom anunciou “Super Street Fighter IV”, edição revisada e ampliada de seu grande sucesso de 2009, “Street Fighter IV”.

O jogo conta com todos os lutadores disponíveis em “Street Fighter IV” e também com T.Hawk e DeeJay, de “Super Street Fighter II”; Adon, Cody e Guy da série “Alpha”; Ibuki, Makoto e Dudley, oriundos de “Street Fighter III”. Também há dois lutadores estreantes, a ágil Juri e o exótico e oleoso Hakan. Agora todos os personagens contam com duas opções de “Ultra Moves, que devem ser selecionados pelo jogador no começo da partida. Ao lado dos novos guerreiros, os movimentos extras garantem um aumento considerável na variedade de técnicas disponíveis para o jogador.

“Super Street Fighter IV” é recheado de pequenos detalhes que agradarão aos fãs de longa data dos jogos de luta da Capcom, mas é mais acessível para os novos jogadores do que seu antecessor direto. Com um plantel extenso de personagens, novos golpes e excelentes modos de jogo online, o título vale a aquisição, mesmo para quem ainda joga “Street Fighter IV”.

O que esperar para 2011

The King of Fighters 13

Plataformas: Xbox 360 & Playstation 3

O título traz gráficos 2D em alta definição, assim como o antecessor, mas introduz novidades, como os golpes EX, que melhoram os ataques. Também há como emendar os especiais e até mesmo os chamados Desperation Moves, os mais fortes de cada personagem.

Ao todo estão confirmados 31 personagens, todos já conhecidos de versões anteriores como os irmãos Terry e Andy Bogard, Joe Higashi, Mai Shiranui, a família Sakazaki (Yuri, Ryo e Takuma), Robert Garcia, Athena, Leona, Vice, Mature, e os eternos rivais Iori Yagami e Kyo Kusanagi, entre outros.

Marvel vs Capcom 3 – Fate of Two Worlds

Plataformas: Xbox 360 & Playstation 3

Depois de um hiato de dez anos, a Capcom resolveu se reunir com a Marvel Comics para produzir mais um jogo de luta estrelado por seus mais ilustres personagens. “Marvel vs. Capcom 3: Fate of Two Worlds” é nome do projeto, que segue no mesmo estilo de “Street Fighter IV”, ou seja, o gráfico usa técnicas 3D em alta definição, mas os controles são como antigamente, com os personagens sempre amarrados num plano comum (2D). A supervisão do jogo ficou a cargo de Ryota Niitsuma, mesmo de “Capcom Vs. Tatsunoko”.

Além de uma mecânica à moda antiga, a Capcom deve manter o mesmo esquema dos antecessores, com um sistema de equipes. O jogador escolhe ao menos dois personagens principais e pode alterná-los a qualquer momento da luta. Alguns movimentos especiais devem ser simplificados para atrair consumidores casuais, mas a profundidade e variedade de coisas a fazer deve ser mantida para agradar os fãs veteranos.

A companhia diz que se inspirou nos quadrinhos americanos para definir o direcionamento visual de “Marvel vs. Capcom 3”. De fato, as características do estilo estão presentes, como as sombras em alto contraste e as hachuras típicas dos desenhistas de gibis ocidentais. Aliás, as imagens apresentadas no anúncio oficial não são ilustrações, mas modelos gerados pelo próprio motor gráfico do game, o mesmo usado em títulos como “Lost Planet 2” e “Resident Evil 5”.

Street Fighter vs Tekken

Plataformas: Xbox 360 & Playstation 3

A Capcom anunciou durante a Comic-Con de San Diego, um dos mais renomados eventos de cultura pop do mundo, o crossover “Street Fighter X Tekken”, game de luta que traz personagens famosos das produtoras Capcom e Namco.



O título utiliza o mesmo motor gráfico de “Street Fighter IV” e da versão “Super”, e a mecânica de jogo será em 2D, ou seja, mais próximo dos games da Capcom, o que quer dizer que os personagens de “Tekken”, que sempre foi um game de luta 3D, serão adaptados para o sistema de planos fixos e esquema de controle com seis botões de ataque.

“Street Fighter X Tekken” (lê-se “Street Fighter cross Tekken”, segundo as produtoras) prevê uma modalidade de duplas, com golpes de “assistência a nocautes” e “combos especiais”, de acordo com a Capcom, que não detalhou do que se tratam esses elementos.

Como podem ver esta geração está incrível para os adoradores de pancadaria virtual como eu 😛

@gmunizlive

Sobre Guiflexx

Twitter.com/guiflexx
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s